Seja bem vindo(a)
 
 
   
 
 
   
 
  Meio Ambiente
  Perguntas Freqüentes
  Links
  Produtos
Reciclagem
  Pontos de Coleta
Licença Ambiental
nº 021/2010
Home   Empresa   Serviços   Contato   Notícias
 

Reciclagem

 
 

    A reciclagem é um processo industrial que converte o lixo descartado (matéria-prima secundária) em produto semelhante ao inicial ou outro. Reciclar é economizar energia, poupar recursos naturais e trazer de volta ao ciclo produtivo o que é jogado fora. A palavra reciclagem foi introduzida ao vocabulário internacional no final da década de 80, quando foi constatado que as fontes de petróleo e outras matérias-primas não renováveis estavam e estão se esgotando. Reciclar significa = Re (repetir) + Cycle (ciclo).

    Para compreendermos a reciclagem, é importante "reciclarmos" o conceito que temos de lixo, deixando de enxergá-lo como uma coisa suja e inútil em sua totalidade.

    O primeiro passo é perceber que o lixo é fonte de riqueza e que para ser reciclado deve ser separado. Ele pode ser separado de diversas maneiras, sendo a mais simples separar o lixo orgânico do inorgânico (lixo molhado/ lixo seco).


    Na natureza nada se perde. Seres vivos chamados decompositores "comem" material sem vida ou em decomposição. Eles dividem a matéria para que ela possa ser reciclada e usada de novo. Esse é o chamado material biodegradável. Quando um animal morre, ele é reciclado pela natureza. Quando um material é dividido em pequenas peças, as bactérias e fungos, os mais importantes decompositores, já podem trabalhar.


Benefícios da Reciclagem para a economia, para a sociedade e para o Meio Ambiente.

Para a economia e sociedade:

Assegura renda a milhares de pessoas - cerca de 160.000 pessoas vivem exclusivamente da coleta de latas de alumínio e atividades relacionadas com a reciclagem no País - constituindo fonte permanente de ocupação e remuneração;

Injeta recursos nas economias locais, por meio da criação de empregos, recolhimento de impostos e desenvolvimento de novos mercados, como o de máquinas e equipamentos de coleta automática de embalagens, prensas hidráulicas de alta capacidade e mesmo simples amassadores de latas para uso doméstico;

Beneficia entidades assistenciais, igrejas e escolas. Atualmente, perto de 15 mil escolas e instituições de todo o país estão cadastradas em programas permanentes de reciclagem de latas de alumínio, que trocam as latas coletadas por cadernos, kits escolares, cestas básicas e equipamentos que vão de microcomputadores a televisores e máquinas copiadoras;

Fornece subsídios para o governo na definição de políticas ambientais destinadas a reciclagem de embalagens em geral.

Para o Meio Ambiente:

Além de reduzir a extração da bauxita - para cada mil quilos de alumínio que se recicla, por exemplo, poupa-se aproximadamente cinco mil quilos do minério bruto - a reciclagem poupa espaço nos aterros sanitários, pois as latas não chegam a ir para o lixo;

Estimula a consciência ambiental da população e das empresas, que passaram a ter um comportamento responsável em relação ao meio ambiente. Programas específicos de educação ambiental e de reciclagem desenvolvidos por empresas do setor em parceria com escolas, clubes e entidades beneficentes têm despertado o interesse cada vez maior da sociedade pela reciclagem;

O alto valor agregado da sucata de alumínio incentiva a reciclagem de outros materiais, dando força a um importante instrumento quando se fala em reciclagem: a coleta seletiva, que vem ganhando espaço em várias cidades brasileiras;

Reduz o volume de lixo gerado, contribuindo para a questão do tratamento de resíduos resultantes do consumo;

A reciclagem economiza até 95% da energia elétrica necessária para o processo produtivo. Em 2004, a reciclagem de latas de alumínio proporcionou a economia de cerca de 1.735 GWh/ano, o que corresponde a 0,5% de toda a energia gerada no país. Este total seria suficiente para atender a demanda de uma cidade de um milhão de habitantes, como Campinas (SP), por exemplo. Reciclar uma lata representa a economiza da energia suficiente para manter um aparelho de TV ligado por três horas.

Processos de Reciclagem:

    De certa forma todos tem noção do que seja, mas quando questionados se reportam quase sempre ao termo "reciclagem" apenas como uma fase, que é a da coleta e separação.

    É preciso esclarecer que "reciclagem" é um processo e não uma fase e é composto por três fases bem distintas:

Coleta e separação

    Fase em que o material reciclável é coletado e acondicionado de maneira própria para ser enviado às industrias de revalorização ou de transformação.

Revalorização

    Fase na qual o material que anteriormente foi separado passa, por um processo industrial adquirindo características semelhantes às que tinha antes de ser um produto, voltando a ser matéria prima.

Transformação

    Fase na qual o material revalorizado anteriormente volta a ser um produto.

    Após o cumprimento das três fases podemos dizer que realmente reciclamos um material. Entender estas fases e seus aspectos é fundamental para que possamos desenvolver qualquer ação ou projeto que tenhamos em mente. Pois só assim podemos entender o ciclo de vida do produto e o que fazer com ele após a sua vida útil.

Ciclo das Latinhas de Alumínio:

 
 
     
  2013 RECICLAR. Todos direitos reservados. msbrasil.com